sexta-feira, 20 de abril de 2007

"VI Torneio Internacional de São José do Rio Preto"



Águas de calmaria. Nada me impeli demasiada atenção (aliás, nem pudera. Ultimamente não consigo definir o que precisa, ou o que não precisa, de cuidados imediatos...) e a vida segue monótona e repetitiva. Alguns projetos são interrompidos, outros cancelados, e uns vem surgindo. Para aqueles que acham que “todo dia é programa de índio” (mais pela música, do que pelo dia 19 de abril) deixo claro que isso pode ser verdade. Explico: já que todos os professores da área de Literatura estão saturados de (des)orientados, e não estão muito afins de (des)orientar esse que vós fala, acho que vou me aventurar no campo da Lingüística. Mais precisamente no estudo da língua Juruna! Não sei quem é mais doido: a professora que vai me orientar, ou eu de aceitar... De qualquer maneira, vamos balançar a tribo... (?!)

Faz um calor insuportável. O sono não descansa. Não é aquele sono renovador, mas dantes um sono pesado e resignado. Ainda sim, só não durmo o dia todo por que meu corpo colaria na cama e seria necessária uma espátula para tirá-lo. É verdade também, por incrível que pareça, que eu tenho que manter certas normas sociais (estudar, dar aulas, ver pessoas. Enfim, vestir a máscara de bom moço...) que não me permitem acompanhar Morpheus por mais tempo. Senão, é provável que dormisse bem mais mesmo... “Dormindo os problemas dispensam de morrer.” (C.D.A.).
Minhas pernas doem. Meus braços doem. E toda vez que piso na academia (eu estar lá é mais bizarro do que podem imaginar) tenho a impressão que entendo perfeitamente a frase: “A religião é tão importante para o homem, quanto uma bicicleta para um peixe”.
Em suma: que falta de assunto...

Mas chega de divagações Hardianas! Começou ontem, dia 19 de Abril (dia do índio, não esqueçam!) o VI Torneio Internacional de São José do Rio Preto, que conta com 12 jogadores, entre eles nosso inestimável Felipe “Tony” El Debs! (vide foto) Nosso MF (“Mestre Fraco”, segundo Molina) segue firme em busca de sua última norma para Mestre Internacional. Feliposo: Que a força esteja com você!
Assim que terminado o torneio, Felipe já está intimado a ceder uma “entrevista” que apresentarei aqui, na íntegra.

E já que o torneio é em Rio Preto (grande cidade, grandes amigos!) Fica um abração para o Arbitro “mais bonito do Brasil... disparado!” (segundo ele mesmo) Ramon Carrasco!

Abraço, e boa sorte também, para nosso amigão Leomar Borges!
(Certa vez, quando perguntado -por mim- como proceder em determinada linha do “Esqueminha Leomar” deu-me a seguinte explicação: “O Korchnoi toma de g... mas ele não sabe de nada, tem que tomar de peão de e! Depois faz o fianchetto etc. O Korchnoi? Ele não entende nada disso aqui!” E não esquecerei também da constatação que fez quando comecei a jogar xadrez: “Mais um Vivaldo para perturbar a gente, né?” E não adianta dizer que é mentira, por que tenho isso por escrito!).

Até Mais.
Forte Abraço.
(postado sobre extrema ressaca)

3 comentários:

Lais Pimentel disse...

Cruel esse tal de Vivaldo, cruel
:P

E que lástima não terem me chamado pra esse fechado.
Claro, é o medo.Não queriam que uma mulher vencesse o torneio.Ó mundo machista,
o.O

[ah sim, ateh parece ¬¬]

Mas entonce, Sucesso para o "nosso" amigo El Debs lah em Rio Preto!

nota: Digo "nosso" entre aspas, pq eu não o conheço o.O

Outro Abraço Vivaldo!
E nunca pare com isso, é ótimo
xDD

J.R.O.Jr disse...

AE VIVALDINHO! "TCHUCHUCO - by Frare"

Tudo em paz meu irmão?
Fiquei sabendo que covardemente desclassificou um ex-aluno meu e ainda me mandou um abraço. Tá de sacanagem?

Como vão as coisas por ae?

Massa teu blog.

Abração T+

SORTE!

taís_julião disse...

Nunca vou te perdoar por nem ter citado o Paulista Feminino que aconteceu junto com o Internacional, no qual uma de seus 12 leitores estava presente!

Imperdoável! rs